As inscrições para a 7ª edição da Olimpíada / Fiocruz começam em 18 de março

Depois de recebermos muitos e-mails e mensagens nas redes sociais de gente curiosa para saber o período de inscrições da Olimpíada, finalmente podemos anunciar: a partir do dia 18 de março de 2014 os trabalhos de todo o Brasil poderão ser inscritos na sétima edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente / Fiocruz. As inscrições ficarão abertas até julho de 2014 e o regulamento da sétima edição da OBSMA, bem como a plataforma para as inscrições estarão disponíveis em março no site da Olimpíada: http://www.olimpiada.fiocruz.br/. A cerimônia de premiação dos trabalhos em destaque na sétima edição acontecerá em novembro de 2014.

Oficinas pedagógicas nas regionais

Assim como ocorreu em 2013, seguimos com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Teconológico (CNPq) neste ano, portanto levaremos as oficinas pedagógicas da Olimpíada a algumas cidades brasileiras. Mais informações sobre isso serão divulgadas ao longo do ano aqui no site e nas redes sociais.

Antes de se inscrever, é importante saber:

Se você é professor (a) de turmas de ensino fundamental (6º ao 9º ano) e de ensino médio, poderá mobilizar a sua escola e inscrever os projetos de seus alunos nas modalidades Produção Audiovisual, Produção de Textos ou Projeto de Ciências.

A OBSMA é organizada em seis coordenações regionais que englobam todos os estados brasileiros. São elas: Regional Centro-Oeste (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Distrito Federal), Regional Minas-Sul (Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), Regional Nordeste I (Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte), Regional Nordeste II (Alagoas, Bahia e Sergipe), Regional Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima) e Regional Sudeste (Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo).

Portanto, o trabalho deverá ser inscrito na regional pertencente ao estado onde a sua escola está localizada. A cada edição, essas coordenações organizam comissões avaliadoras compostas por pesquisadores e especialistas que indicam os destaques regionais de acordo com as categorias e modalidades. A contextualização do tema, a clareza dos objetivos, a valorização do conhecimento científico e os resultados dentro e fora da sala de aula são alguns dos itens avaliados. Os projetos selecionados nessa fase seguem para a Etapa Nacional, quando são escolhidos os destaques nacionais. Após essa fase, o professor e um aluno representante do trabalho premiado participam da cerimônia de premiação e de eventos socioculturais na cidade do Rio de Janeiro.

  • fev 13 2014