Apresentação

Com as questões de saúde e ambiente cada vez mais em pauta no mundo, você ganha voz aqui.

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma) é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país. Dentre os principais objetivos da Obsma, destacam-se o reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais criadas em prol da educação, da saúde e do meio ambiente.

A Olimpíada é voltada aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas do Brasil, reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) e visa fortalecer nos jovens estudantes o desejo de aprender, conhecer, pesquisar e investigar. Criada em 2001, a Obsma busca incentivar a realização de trabalhos que contribuam para a melhoria das condições ambientais e de saúde no Brasil, além de possibilitar que o conhecimento científico se torne próximo do cotidiano escolar e que as atividades pedagógicas de professores e escolas ganhem visibilidade.

Você que é estudante:

Já se imaginou fazendo um filme sobre a coleta de lixo na sua cidade? Ou escrevendo um poema sobre o futuro do mundo após o possível derretimento das calotas polares? E, ainda, fazendo um projeto sobre o ciclo de plantio da horta que existe em sua escola? Não fique só na imaginação. Você pode colocar isso em prática e ainda ter seu trabalho reconhecido.

Agora, chame o seu professor(a) porque a conversa é com ele(a)!

Professor(a) de turmas de ensino fundamental (6º ao 9º ano) e de ensino médio, você poderá mobilizar a sua escola e inscrever os projetos de seus alunos nas modalidades Produção Audiovisual, Produção de Textos ou Projeto de Ciências. As inscrições para a 8ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente estão abertas desde outubro de 2015 e vão até julho de 2016.

Veja o Regulamento e Como participar

A Obsma é organizada em seis Coordenações Regionais que englobam todos os estados brasileiros. São elas: Regional Centro-Oeste (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Distrito Federal), Regional Minas-Sul (Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), Regional Nordeste I (Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte), Regional Nordeste II (Alagoas, Bahia e Sergipe), Regional Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima) e Regional Sudeste (Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo).

Saiba mais detalhes sobre as Coordenações Regionais

Portanto, o trabalho será inscrito na regional pertencente ao estado onde a sua escola está localizada. Assim, essas coordenações organizam comissões avaliadoras compostas por pesquisadores e especialistas que indicam os destaques de acordo com as categorias e modalidades — essa é a Etapa Regional da Olimpíada.

A contextualização do tema, a clareza dos objetivos, a valorização do conhecimento científico e os resultados dentro e fora da sala de aula são alguns dos itens avaliados.

Os projetos selecionados nessa fase — premiados com o Destaque Regional — seguem para a Etapa Nacional, onde o professor e um aluno representante do trabalho premiado participam da cerimônia de premiação no Rio de Janeiro, de eventos culturais e pedagógicos organizados pela Obsma e parceiros, dentre outras atividades.

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre essa Olimpíada, que tal ficar por dentro de nossas atividades?

Veja Cadernos de Resultados de edições anteriores e outras publicações em nossa Biblioteca

Conheça nossas Oficinas Pedagógicas para professores

Saiba mais sobre as modalidades e categorias dos trabalhos inscritos

Tem alguma dúvida sobre nós? Veja as mais frequentes

Fique por dentro de nossas notícias

Visite-nos no Facebook

Visite-nos no Twitter

Assista nossos vídeos