Com o tema saúde nas fronteiras, Oficinas Pedagógicas estiveram pela primeira vez no Mato Grosso do Sul

Por Fiocruz Mato Grosso do Sul. Fotos: divulgação Obsma

Pela primeira vez em Mato Grosso do Sul, a Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente/Fiocruz (Obsma) realizou Oficinas Pedagógicas em Ponta Porã, fronteira com Paraguai, nos dias 29 e 30 de junho de 2018.

As Oficinas Pedagógicas visam capacitar professores da educação básica para desenvolver junto a seus alunos projetos e atividades no campo da educação em ciências, com ênfase nos temas transversais do currículo saúde e meio ambiente.

O evento foi iniciado pela palestra “Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente: um projeto educativo da Fundação Oswaldo Cruz”, proferida pela dra. Cristina Araripe (COC/ VPEIC), seguido pela palestra “Saúde nas Fronteiras: determinantes socioculturais, psicológicos e ambientais que impactam na saúde”, ministrada pela me. Maria das Graças Rojas Soto (Fiocruz Mato Grosso do Sul).

Na sequência, foram ministradas as oficinas “Projeto de ciências nas escolas e temas transversais” (dra. Cristina Araripe), “A inserção da tecnologia em sala de aula para a produção audiovisual” (Wagner Nagib – Fiocruz Paraná), e “O conceito ampliado de saúde e as questões do meio ambiente para produção textual” (Renata Fontoura – Fiocruz Paraná).

Participaram por volta de 70 professores da rede municipal e estadual de Ponta Porã e região, de escolas urbanas e rurais.

O evento foi organizado pela Fiocruz Mato Grosso do Sul em parceria com a 11ª Coordenadoria Regional de Estado de Educação, com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde e de Educação, da Secretaria de Estado de Educação do Mato Grosso do Sul e do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul.

 

 

Galeria de Fotos: 
  • jul 6 2018