Evento discute divulgação da ciência em meios de comunicação em massa dia 07 de agosto. Participe!

Fonte: Museu da Vida. Texto: equipe de divulgação do seminário

Imagem: divulgação - orgnização seminário. Arte: Vanessa Araújo

Crises política e financeira, escândalos de corrupção e aumento da violência. A este turbilhão de acontecimentos, adicione, ainda, o constante e crescente corte de profissionais nos mais diversos veículos de comunicação, como emissoras de TV, jornais e sites. Neste cenário, o espaço destinado a reportagens sobre ciência, saúde e tecnologia torna-se cada vez mais escasso. No entanto, mesmo com toda a dificuldade, a imprensa permanece como importante aliada para a divulgação e popularização da ciência. Para debater tais desafios, a Especialização em Divulgação e Popularização da Ciência [da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz] promove o seminário Os veículos de comunicação de massa como potencializadores da divulgação científica’ no dia 7 de agosto. O encontro acontece às 14h, na Tenda da Ciência Virgínia Schall, no campus da Fiocruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro.

A inscrição é gratuita e pode ser realizada por este link.

Quatro especialistas estão com presença confirmada. Há mais de 15 anos em contato diário com a imprensa, o médico e comentarista de saúde da TV Globo, Globo News e Rádio CBN, Luis Fernando Correia, vai ministrar a palestra ‘Quando a ciência e a saúde viram notícia’, buscando abordar o papel da TV e do rádio na difusão da ciência. Pesquisador do Museu Nacional e médico, Adilson Dias Salles vai apresentar um projeto de divulgação científica sobre bioarqueologia que tem atraído a atenção de jovens e adultos desde 2007; o 'Ciência até os ossos' será o ponto de partida para o especialista, que abordará as ‘Estratégias, oportunidades e dificuldades para a popularização da ciência no Brasil’. Já o físico e chefe do Laboratório de Imunofisiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Robson Coutinho Silva vai dialogar sobre ‘A divulgação científica no cotidiano da população: como e por que divulgar’. À frente do museu de ciências Espaço Ciência Viva, na zona norte do Rio, Robson vai comentar como as atividades são divulgadas e a importância dos meios de comunicação nesse processo, especialmente a internet. Completa o time de especialistas a jornalista Flávia Junqueira, editora do Caderno Saúde e Bem Viver do Jornal Extra, que abordará o tema 'Ciência e saúde para todos: a importância do jornalismo científico popular'.

O encontro é parte do Ciclo de Seminários, tradicional atividade acadêmica da Especialização e está sendo especialmente organizado pela primeira vez pelos alunos do curso. O evento é gratuito e aberto a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, profissionais da área e demais interessados no tema. A Fiocruz conta com estacionamento gratuito e há pontos de ônibus nas proximidades das entradas do campus: na Av. Brasil, 4.365 (altura da passarela 6) e na Rua Leopoldo Bulhões, 1.480 (onde também há a estação de trem de Manguinhos). Haverá certificado de participação.

Fica a dica: o auditório está sujeito a lotação. Por isso, chegue cedo! ;)

Confira a programação, faça sua inscrição, compartilhe com amigos e divulgue! A entrada é gratuita. 

 

Serviço

Seminário - Os veículos de comunicação de massa como potencializadores da divulgação científica

Data: 07 de agosto de 2017
Horário: 14h às 17h
Local: Tenda da Ciência Virgínia Schall - Fundação Oswaldo Cruz - Av. Brasil, 4.365, Manguinhos, Rio de Janeiro-RJ
Entrada: gratuita. Inscrições neste link.
Programação:

14h - Abertura
14h10 | Quando a ciência e a saúde viram notícia – Luis Fernando Correia
14h35 | Estratégias, oportunidades e dificuldades para a popularização da ciência no Brasil – Adilson Dias Salles
15h00 | Ciência e saúde para todos: a importância do jornalismo científico popular – Flávia Junqueira
15h25 | A divulgação científica no cotidiano da população: como e por que divulgar – Robson Coutinho Silva
15h50 | Debate
16h40 | Encerramento

 

  • ago 1 2017